7 lemas de vida que toda mulher adulta deve ter

7-lemas
Nós mulheres nos descobrimos conforme a idade avança e conforme as experiências de vida nos moldam. Com o tempo, passamos a ser melhores pessoas, mulheres, mães, esposas, filhas… Seres humanos.

Todos aprendemos muito com a vida. Alguns levam mais tempo que outros, mas é certo que estas sete coisas precisamos aprender para nos tornarmos melhores pessoas:

1. Colocar Deus em primeiro lugar

Quando colocamos Deus em primeiro lugar em nossas vidas, ampliamos nossa visão. As coisas mínimas não fazem tanto estrago. As desagradáveis com o tempo deixam de existir e as boas preenchem nossos dias.

Experimente fazer do Pai seu companheiro. Converse com Ele. Você irá se surpreender com a paz que lhe virá ao coração.

2. Ser responsável pelas próprias escolhas

Sabemos que somos responsáveis por nossas escolhas, mas com o passar do tempo, ao assumir as consequências de algumas delas, aprendemos que nem todas as escolhas são individuais, e percebemos que poderíamos ter sido mais cuidadosas, principalmente com aquelas em relação aos nossos filhos ou que envolvem a vida daqueles que amamos.

Nunca é tarde para aprendermos a decidir pelo melhor e a escolher o que realmente nos fará feliz.

3. Perdoar e tolerar as diferenças

Perdoar é mais que deixar pra lá. É realmente acreditar que a pessoa que errou tem um potencial maior. Eu sempre procuro imaginar as pessoas que me ofenderam como bebês. Se elas agiram assim provavelmente suas vidas não são tão fáceis, e elas tenham dificuldade em aprender com as próprias lições que tiveram, ou estão perdidas e o perdão pode lhe abrir um mundo novo.

Isso é ter tolerância e sabedoria para enxergar que você também não é perfeita, e que o mundo dá voltas, e que amanhã pode ser você a precisar de misericórdia.

4. Ser um exemplo de humildade e gratidão

Quando nos tornamos mães por exemplo, um espelho é colocado a nossa frente. Quando nossos filhos se tornam adolescentes, vemos exatamente onde falhamos e onde acertamos com o passar dos anos. É necessário humildade para que não queiramos fazer da vida deles a nossa, ou realizar nossos sonhos através deles. Não podemos controlar tudo nem precisamos. Esse perfeccionismo é desnecessário.

Quando nossos filhos se tornam adultos e literalmente começam a caminhar com as próprias pernas é que percebemos que o exemplo era o melhor professor, que plantamos as raízes em solo bom, e que lhes demos as asas da responsabilidade.

5. Reconhecer outros como filhos de Deus e acreditar em seu potencial

Perdemos tempo demais querendo que nossos filhos sejam perfeitos, ou fazendo-os cópias do que gostaríamos de ter sido, e muitas vezes falhamos em enxergar que eles são seres distintos, com sua própria alma e tão bons. Da mesma forma, tentamos moldar nossos cônjuges a nossa forma, mas a beleza da vida é ter alguém ao seu lado por espontânea escolha.

6. Amar e cuidar para encontrar a felicidade

Quando encontramos o amor, mal conseguimos respirar sem ele. Com o passar do tempo e as dificuldades da vida, podemos achar que ele diminuiu ou acabou, mas falhamos muitas vezes em fazer a nossa parte para que a construção deste grande castelo de sonhos tenha bases sólidas.

Nunca é tarde para deixar o orgulho de lado e reforçar os alicerces, e reconstruir uma vida nova. Leva tempo e é necessário esforço, mas é recompensador.

7. Valorizar e fortalecer a família que é o mais importante que temos

Podemos ir atrás de amigos, de riquezas, de experiências, de amores. Mas é a nossa família que estará lá, depois de Deus, quando tudo o mais não estiver. É o Senhor, que ordenou a família, que nos fará enxergar que Seu presente a nós foram justamente aqueles que nos conhecem desde que viemos a este mundo, e que muitas vezes colocamos em segundo ou último plano.

Deus, família, casamento, filhos, amor. O mais importante que podemos ter para sermos totalmente felizes.

Quanto mais cedo descobrimos que estes são os verdadeiros tesouros da vida, mais conseguiremos desfrutar da alegria de viver e de ser, um, com o Criador.

Conte-nos o que você achou dessa matéria

comentários