Em 1979, ele começou a cavar e ainda segue cavando! Seu feito é impressionante!

Ele se chama Jadav “Molai” Payeng e mora em Majuli, uma ilha no nordeste da Índia. Sua impressionate epopéia começa em 1979, quando uma inundação arrasta um grande número de cobras para um banco de areia. Quando Payeng – então com apenas 16 anos – as encontra, todas já tinham morrido. O motivo era claro: excesso de calor, gerado pela ausência de vegetação na área. O desmatamento era tão gigantesco que fotos de satélite mostravam claramente a área afetada.

guard1
Sem conseguir esquecer aquela trágica imagem, Jadav decide procurar as autoridades e pedir que reflorestem a região. Balançando suas cabeças, os homens dizem que isso não é possível porque nada voltará a crescer naquele local devastado. Decepcionado, o menino de 16 anos decide então se dirigir ao anciãos de sua aldeia para pedir ajuda. Os idosos também negam seu pedido, mas lhe dão nas mãos 20 mudas de bambu. Este gesto simples teria consequências que nem o mais sábio dentre os ancião teria jamais imaginado.

guard2
Ignorando a descrença de todos, Jadav planta os bambus que ganhou de presente. E isso no meio de um deserto de areia! Nas semanas, meses, anos e décadas seguintes, ele retorna todos os dias sozinho a enorme região desmatada, sempre trazendo consigo diversas espécies de plantas.

guard3
guard4

Sem desistir, ele segue com sua missão até que suas poucas mudas se transformam em uma luxuriante floresta! Ao longo de 35 anos de intenso trabalho, este homem reflorestou sozinho o equivalente a 100 campos de futebol! São 6 quilômetros quadrados de puro verde!

guard5
E não apenas o verde está de volta, mas também os bichos. Ao recuperar a floresta, Jadav deu a diversas espécies uma nova casa. Pássaros, rinocerontes, elefantes, e até mesmo tigres vivem hoje naquela área, que se tornou um verdadeiro santuário animal.

guard6
Quando os elefantes voltaram a passar por aquelas bandas, eles também começaram acidentalmente a pisar em plantações de arroz. Os agricultores ficaram com raiva e queriam destruir a floresta. Mas Jadav os convenceu de que aquela área verde era importante para todos. Com o tempo, as pessoas entenderam que ter uma floresta saudável por perto era muito melhor do que ser vizinhos de uma região seca e morta. “Se for para atacar alguém, que seja eu, e não minhas árvores!” diz Jadav.

guard7
Hoje em dia, Jadav Payeng é um verdadeiro herói na Índia. Seus compatriotas o chamam de o “guardião da floresta” e ele se orgulha muito deste título. Jadav se considera uma das pessoas mais felizes do mundo. E como poderia ser diferente? Sua floresta representa uma lembrança cotidiana de sua conquista e de sua alegria. Se fosse por ele, muitos outros deveriam seguir seu exemplo e colocar a mão na massa para resgatar nosso belo planeta.

guard8
Jadav “Molai” Payeng é a prova viva de que uma única pessoa pode sim fazer uma enorme diferença! Usando suas próprias mãos, ele recriou um paraíso natural que é hoje vital tanto para animais, quanto para seres humanos. Compartilhe com todos a maravilhosa história deste homem que não desistiu de seus sonhos! Todos nós podemos fazer algo por um mundo melhor!

Via: Não Acredito

Conte-nos o que você achou dessa matéria

comentários